Como devo me comportar na IGREJA

Como devo me comportar?

Igreja: lugar de oração e de cura. SILÊNCIO: Respeitem a casa de Deus. Lá no altar está o sacrário. A luzinha é o sinal da presença de Jesus, o Deus vivo. Ao entrar na Igreja, vá primeiro falar com o dono da casa, com Deus. Depois é que vai rezar para os santos de sua devoção.

A Igreja não é lugar de conversas, fofocas, risadas etc. Faça isso fora da Igreja.

Não atrapalhe, com sua conversa, as pessoas que estão em oração. Se for muito necessário, fale baixinho.

Porque ficamos em silêncio somente quando o padre está na Igreja? Hei! Isto é muito sério. E o respeito a Deus? Ele irá nos cobrar.

Desligue o celular ao entrar na Igreja. Não seja indelicado com Deus.

Genuflexão: Ao entrar na Igreja dobramos o joelho direito até tocar o chão. Ao fazer a genuflexão não precisa fazer o sinal da cruz, somente incline a cabeça.

Sinal da cruz: Ao fazer o sinal da cruz nós colocamos a nossa vida debaixo da proteção de Deus e passamos a agir com o poder do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Faça o sinal da cruz, corretamente. Há pessoas que nem fazem direito a cruz: fazem uma caricatura, como se estivessem espantando moscas. Fazem com vergonha de serem vistos.

Ao fazer o sinal da cruz, não beija a ponta da mão.

No momento que você recebe a comunhão, lembre-se; Jesus está em você. Então não precisa fazer o sinal da cruz.

Não se faz o Sinal da Cruz junto com a oração Glória… Apenas incline a cabeça.

O mais importante na oração não é o que dizemos a Deus, mas o que Deus tem a nos falar. Por isso a importância de estar em silêncio para ouvir o que Deus tem para nos dizer. Vá a Igreja um pouco antes de começar a Missa, mas não para conversar com a pessoa do lado (atrapalhando outras que estão em oração), mas para se colocar em clima de oração.

Inicie suas orações agradecendo a Deus pela sua vida. Agradeça a Deus por seu amor por você, por nós. Não vá à Igreja para criticar as falhas humanas: o padre, o canto desafinado, o comportamento das pessoas etc. Faça seu encontro pessoal com a Graça de Deus para não sair de lá do jeitinho que entrou.

Proclamação da Palavra: Peça para o Espírito Santo te ajudar a receber a Palavra.

A proclamação do Evangelho não pode ser dividida com nada: barulho, distração, conversas, etc. É como se Jesus, em pessoa, se colocasse diante de nós para falar daquilo que mais nos interessa. Aos três pequenos sinais da cruz; na fronte, na boca, e sobre o coração, indicam que Cristo deve reinar em nossos pensamentos, em nossas palavras e em nossa vida.

Homilia: Reze para que o padre se abra ao Espírito Santo e que suas palavras toquem o coração do povo. Não leve em conta a pessoa do padre, em si, com seus defeitos, mas o próprio Cristo.

Ofertório: Colocamos na cesta a nossa oferta para conservação e manutenção da casa de Deus. Não é esmola. Deus não é mendigo: é o Senhor de nossa vida. Sinal de retribuição a tantos benefícios que dele recebemos.

Na Consagração: O pão e o vinho são transformados no Santíssimo Corpo e no Santíssimo Sangue de Jesus. Aproveite este momento olhe para o Corpo de Cristo…, olhe para o cálice que contém o Sangue Precioso de Cristo…, enquanto o padre eleva-os. Incline a cabeça no momento em que o padre ajoelhar-se.

Se você não pode ajoelhar-se no momento da consagração, então, fique SENTADO.

Ficando em pé, quem estiver atrás de você não verá este momento.

Saudação da paz: Não é ocasião social, ocasião para percorrer toda a Igreja e conversar com os amigos. Trate igualmente a todos, sem desprezar ninguém; que a saudação da paz não seja mera formalidade, com a frieza da ponta da mão.

Comunhão: Para comungar é preciso estar na graça de Deus (sem pecado grave) e em jejum (sem comer e sem beber pelo menos 01 (uma) hora antes da comunhão).

Imagine JESUS entregando-lhe Seu Próprio Corpo. Não veja o padre ou ministro, veja JESUS. Comungue na frente do padre ou do ministro.

Não pode sair com o Corpo de Jesus na mão e comungar andando. Valorize a Eucaristia. Lembre-se: na Hóstia está o Cristo inteiro e vivo, com seu corpo, sangue, alma e divindade.

Não tem sentido uma pessoa comungar por alguém. Ex: comungar pelo esposo falecido ou pelo filho que não vai à Igreja. É mais ou menos como alguém almoçar por outra pessoa. O certo é rezar pela outra pessoa. Depois da comunhão feche os olhos, concentre-se em Jesus. Visualize Jesus de pé no altar. Veja a luz que vem das mãos de Jesus para o seu coração.

Benção final: Ao receber a benção final fique de joelhos. Não fique distraído. É a bênção de DEUS que está sendo dada para você. Aproveite este momento precioso. Terminando a missa espere o padre sair, para depois você sair da Igreja.

Benção do Santíssimo: Se você não pode ajoelhar-se, fique SENTADO. Ficando em pé, as pessoas que estiverem atrás de você não poderão contemplar o Santíssimo.

Elas não enxergarão.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 653 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: