Santo Eusébio de Vercelli – 02 de agosto

Santo Eusébio de Vercelli

Santo Eusébio de Vercelli
283-371

Eusébio nasceu na ilha da Sardenha, no ano 283. Depois da morte do seu pai em testemunho da fé em Cristo, durante a perseguição do imperador Diocleciano, sua mãe o levou para completar os estudos eclesiásticos em Roma. Assim, muito jovem, Eusébio entrou para o clero, sendo ordenado sacerdote. Aos poucos foi ganhando a admiração do povo cristão e do Papa Júlio I que o consagrou Bispo da diocese de Vercelli em 345.

Nesta condição, participou do concílio de Milão em 355, no qual os Bispos adeptos da doutrina ariana tentaram forçá-lo a votar pela condenação do Bispo de Alexandria, Santo Atanásio. Eusébio, que além de discordar do arianismo, considerou uma covardia, pois, Atanásio, sempre um fiel guardião da verdadeira doutrina católica, estava ausente e não podia se defender. Como ficou contra a condenação, ele e outros Bispos foram condenados ao exílio, na Palestina.

Porém, isto não o livrou da perseguição dos hereges arianos, que infestavam a cidade. Ao contrário, sofreu muito nas mãos deles. Como não mudava de posição e enfrentava os desafetos com resignação e humildade, acabou preso, tendo sido cortada qualquer forma de comunicação sua com os demais católicos. Na prisão, sofreu ainda vários castigos físicos. Contam os escritos que passou, também, por um terrível suplício psicológico.

Quando o povo cristão tomou conhecimento deste fato, ergueu-se a seu favor. Foram tantos e tão veementes os protestos que os hereges permitiram sua libertação. Contudo o exílio continuou e ele foi mandado para a Capadócia, na Turquia e, de lá, para o deserto de Tebaida, no Egito, onde foi obrigado a permanecer até a morte do então imperador Constantino. Foi seu sucessor, o imperador Juliano, o Apóstata, que deu a liberdade à todos os Bispos presos e permitiu que retomassem as suas dioceses.

Depois do exílio de seis anos, Eusébio foi primeiro participar do concílio de Alexandria, organizado pelo amigo, Santo Atanásio. Só então, passou a evangelizar, dirigindo-se primeiro à Antioquia e depois à Ilíria, onde os arianos, com sua doutrina, continuavam confundindo o povo católico. Batalhou, combatendo todos eles.

Mais tarde, foi para a Itália, onde foi recepcionado com verdadeira aclamação popular. Em seguida, na companhia de Santo Hilário, Bispo de Poitiers, iniciou um exaustivo trabalho pela unificação da Igreja Católica, na Gália, atual França. Somente quando os objetivos estavam em vias de serem alcançados é que ele voltou à sua diocese em Vercelli, onde faleceu no dia 1o. de agosto de 371.

Apesar de ser considerado mártir pela Igreja, na verdade Santo Eusébio de Vercelli, não morreu em testemunho da fé, como ocorrera com seu pai. Mas foram tantos os seus sofrimentos no trabalho de difusão e defesa do Cristianismo, passando por exílios e torturas, que recebeu este título da Igreja, cujo mérito jamais foi contestado. Com a reforma do calendário litúrgico de Roma, de1969, sua festa foi marcada para o dia 02 de agosto. Nesta data as suas relíquias são veneradas na Catedral de Vercelli, onde foram sepultadas e permanecem até os nossos dias.

Anúncios

Tags:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: